quinta-feira, 21 de abril de 2016

Ig. São José | Ponta Delgada

Os encarregados de Educação dos meninos do colégio SFX tiveram uma reunião na igreja de São José. A luz era magnífica e não resisti à tentação... enquanto o Padre Duarte Melo  falava, nos procedimentos a adotar na cerimónia da primeira comunhão, decidi habitar as manchas de aguarela que já trazia comigo e que me pareceram adequadas... fiz um postal!

(Artline 200 Fine 0.4 e aguarela)                                                                                                                                             | «in situ» |

domingo, 17 de abril de 2016

.

Ponta Delgada
Fonte oitocentista oferecida por empresa belga aquando da renovação do encanamento de água potável da cidade.
Sketch de Cristina Moscatel
16.04.2016

sábado, 16 de abril de 2016

7º Encontro USKAZ Terceira




PROGRAMA:
10H00 - Encontro na entrada da Praça do Gado para desenhar a sua dinâmica; 
12H00 - Partilha informal de desenhos, troca de impressões e técnicas.

Encontrando-se com quem compartilha o mesmo gosto por esta modalidade artística, os "Urban Sketchers" convidam a conviver qualquer pessoa que goste de desenhar, sem limite de idade. É uma iniciativa gratuita e não dependente de inscrição.

À tarde

De tarde, entretendo-me a desenhar a decoração.

(Faber-Castell PITT artist pen Warm Grey III 272***, Uni-ball Vision Needle 0.5, Marcador preto, grafite e Faber-Castell PITT Pastel Pencil 101 White)

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Peri-feérica...

Periférica, foi um seminário promovido pela associação Anda & Fala e teve oito oradores em torno da questão das «novas centralidades artísticas». Transformou o contexto “Açores” em ponto de partida para uma discussão sobre a relação entre centro e periferia. «Surge no sentido de haver uma crescente teorização e discussão sobre a criação artística contemporânea nos Açores, a georreferênciação do território através de conteúdos artísticos e a oportunidade de turismo criativo e intercâmbio internacional». Assisti a 2/3 do evento, intercalei com aulas que não pude deixar de dar. Quando regressei senti ter perdido coisas do meu interesse.... (continua «in situ» )

(caneta de tinta da china 0,2 e aguarela sobre ebru)                                                                                                                  | «in situ» |

14º Encontro USK AZ SMiguel- Gruta do Carvão




(Faber-Castell PITT artist pen Warm Grey III 272***, Uni-ball Vision Needle 0.5, Marcador preto, aguarelas e grafite)

terça-feira, 12 de abril de 2016

14º Encontro USKaz SMiguel | Gruta do Carvão | Gil A. Silva


norte e sul da gruta, grafite

14º Encontro USKaz SMiguel| Gruta do Carvão

Descobrindo o  interior de São Miguel


Desenho ficou com um resultado estranho...

14º Encontro USKaz SMiguel, na Gruta do Carvão






Para este encontro desenhei num caderno em serpentina. Nunca tinha ido a Gruta do Carvão e foi interessante desenhar naquele ambiente.  


14º Encontro USKaz SMiguel | Gruta do Carvão

O nosso encontro foi animado e com algumas caras novas e com e abertura e auxílio da associação amigos dos açores que nos propiciou e facilitou a entrada na Gruta do Carvão. Esta a cavidade vulcânica é a mais conhecida da Ilha de S. Miguel e da responsabilidade desta Associação que tem por fim defender e valorizar o ambiente... A gruta localiza-se «na zona poente da cidade de Ponta Delgada e tem uma extensão atual de 1912 metros repartida por 3 troços, um intermédio (Troço dos Secadores de Tabaco, Rua de Lisboa), com um comprimento de 701,8 metros e um a Sul (Troço João do Rego) com 300 metros e este a Norte (Troço Paím) com uma extensão de 880,2 metros. Documentos antigos e observações de campo indiciam uma dimensão muito superior à atualmente conhecida, podendo ter atingido dimensões na ordem dos 5 km de comprimento, desde o litoral até às proximidades da Serra Gorda, nos Arrifes. A idade da gruta, está determinada num intervalo compreendido entre os 5.000 – 12.000 anos. No século XVI a gruta foi descrita por Gaspar Fructuoso (em "Saudades da Terra"): “Além, a pouco espaço da Fortaleza para oeste está uma ponta que se chama a Ponta dos Algares, porque saiem ali dois com as suas bocas, por dentro dos quais se caminha grande caminho por baixo da terra, por cujo vão parece que correu ribeira de biscoito, em outro tempo, não sabido nem visto”». Devido à localização, dimensão, variedade de estruturas geológicas que podem ser observadas e aos fenómenos vulcânicos que a ela estão associados, foi classificada como Monumento Natural Regional em Decreto Legislativo Regional.
 
Fiz dois registos, um primeiro desenho sobre Ebru, a textura parecia relacionar-se com algumas texturas das paredes da gruta. Foi difícil desenhar nas condições lumínicas do local, apontei a cor e em casa concluí. Apeteceu-me evidenciar os tons amarelados que os fungos determinam e que embelezam, particularmente, o âmago gruta. O segundo registo fi-lo sem experimentalismos procurando apaziguamamento percetivo, usei um suporte branco com alguns resquícios de Ebru.Foi um encontro com interesse e desafiante e é de salutar a forma como fomos recebidos, o Hugo explicou-nos o espaço e os precedimentos e deixou-nos à vontade para desenhar. Eu fiquei com vontade de lá voltar para aceder aos trilhos radicais. Acabámos um pouco depois da hora marcada, partilhámos os desenhos e tirámos a fotografia da praxe mas esquecemo-nos de usar o selftimer e o Francisco Queiroz acabou por não ficar no conjunto (mais fotografias aqui).

(Pilot G-tec-C4, marcadores windsor & Newton,  Amsterdam e Giotto decor materiais, Posca, aguarela e caneta de tinta da china s/ Ebru | «in situ» |


segunda-feira, 11 de abril de 2016

sexta-feira, 8 de abril de 2016

quinta-feira, 7 de abril de 2016

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Torre de Ponta Delgada

A Torre Sol-Mar marca a silhueta de Ponta Delgada. Aqui está a torre representada a partir do Largo de S.João.

À espera...

Enquanto esperava pela hora de ir para casa.

(Uni Posca White, Faber-Castell PITT artist pen Warm Grey III 272***, Artline Drawing System 0.05, Uni-ball Vision Needle 0.5 e grafite)

terça-feira, 5 de abril de 2016

O desafio do som


Um rabisco rápido no largo do Teatro Micaelense enquanto o som da sirene do camião  inundava o ar. 

segunda-feira, 4 de abril de 2016

14º Encontro USk Açores - S.Miguel

Localização: Rua do Paim- 2ª Circular, 9500 Ponta Delgada (google maps)

Biblioteca Pública

Já não publicava nada à algum tempo por motivos informáticos, mas estou feliz por poder novamente publicar novamente no blog.







Desenhar com Mário Linhares, Ketta Linhares e Miguel Franco

Parece Off the Record... foi tudo combinado de véspera. Tivemos a sorte de ter por cá dois dos nossos (três) mentores: o Mário e a Ketta que se fizeram acompanhar do Miguel Franco (um sketcher Brasileiro que vive em Ankara na Turquia) e pelo pequeno e doce Matias (o mini Linhares). Encontrámo-nos na Matriz e lá ficámos à espera que chegassem. Ainda pensámos ser possível desenhar com o grupo que trouxeram -em retiro- aos Açores, mas alguns desencontros fizeram com que não nos conhecessemos pessoalmente, quase todos apanharam o avião de regresso a casa. Entretanto, os mais jovens, foram-se retirando para apanhar transporte para casa. Resistiu um pequeno grupo de entusiastas do desenho em caderno. Levei comigo um álbum de fotografias que converti em álbum de GRAFIAS e sobre um papel pouco convencional (às bolinhas) tive a intenção de registar as pessoas que por ali passavam e se iam sentando perto da igreja Matriz. 



Quando chegou e após uma partilha de desenhos  (feitos nos dias anteriores) o Mário desafiou-me a fazer um registo «para a posteridade»... ahhh, lá fiquei eu no seu magnífico caderno sob a matriz de Ponta Delgada, a página ficou linda, claro! A minha página, fi-la rápida e timidamente, com medo de fazer asneira por isso escolhi um papel liso, simplificando a minha atuação. Introduzi a cor branca posteriormente o que me permitiu destacar, por subtração, a garatuja do pequeno Matias.
Combinámos encontro para os dias seguintes o que foi,  para mim, empolgante é sempre um prazer aceitar desafios no desenho e neste caso,  aqueles que o Mário propõe. 
(Zig Millenium, 0.5, Pentel FP10, Tinta acrilica, estilete e marcador Posca)                                                                                      | «in situ» |

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Encontro USK Açores - S.Miguel | Largo da Matriz




Desenhos elaborados na passada segunda-feira, dia 28 de Março no Largo da Matriz, onde decorreu um encontro com membros dos Urban Sketchers Portugal.



(Uni Posca White, Faber-Castell PITT artist pen Warm Grey III 272***, Artline Drawing System 0.05, Uni-ball Vision Needle 0.5, grafite e lápis de cor)